House of Caju

BOLSA FEMININA EM COURO "MARIA CHATINHA"

CÓD. HC11492CMCRLNOR
R$ 399,0010x de R$ 39,90 sem juros ou R$ 359,10 à vista

Calcule o valor do frete e prazo de entrega para a sua região

Não sei o meu CEP

CALCULANDO FRETE

Tipo Valor Prazo
VEJA MAIS CONDIÇÕES DE PARCELAMENTO. Clique aqui

Formas de parcelamento no cartão

  • 01 x de R$ 399
  • 02 x de R$ 200
  • 03 x de R$ 133
  • 04 x de R$ 100
  • 05 x de R$ 80
  • 06 x de R$ 67
  • 07 x de R$ 57
  • 08 x de R$ 50
  • 09 x de R$ 44
  • 10 x de R$ 40

HCMARIACHATINHA

A Bolsa Saco foi pensada e desenvolvida para imprimir a personalidade da Mulher Brasileira.
Com fechamento em botão imã, ela acompanha uma alça de mão, que também pode ser usada no antebraço.
Com metais e forros altamente personalizados enaltecemos ainda mais a Brasilidade.
Para adicionar ainda mais praticidade contamos com um bolso interno.

Dimensões: 45.0cm x 38.0cm x 21.0cm (comprimento, altura, profundidade)
Comprimento da alça: 46.0cm
Altura da alça tiracolo: 22.0cm
Cor: Caramelo
Material: Lona com couro
Sku: HC11492CMCRLNOR
Peso: 1,00kg

NOTA IMPORTANTE: Este produto possui couro carnal, onde ela irá descascar com o tempo pela sua natureza, o produto se mantem sendo de couro.

A história por trás do nome dessa companheira:

"Nasceu por volta de 1873, em local desconhecido, pois sua mãe, batizada como Maria José da Rocha, foi apanhada a laço quando Maria Chatinha estava com 03 meses de idade e levadas para a fazenda do Barão Salgado da Rocha, na região de Tremembé, interior de São Paulo. Ambas foram batizadas por ordem da Baronesa que não aceitava pessoas pagãs na fazenda, mas isto não alterou sua condição de escravizada.
A maior parte do tempo trabalhava no roçado colhendo algodão e cuidando da lavoura sob a rígida fiscalização do capataz, que várias vezes lhe agrediu com castigos corporais. Sua liberdade foi conquistada quando já tinha 18 anos de idade. Nessa época mudou-se para o Rio de Janeiro, onde foi trabalhar de doméstica.
Em 1982, aos 108 anos de idade, foi entrevistada por Elza Nadai e Joana Neves que registraram sua trajetória – um doloroso e precioso relato da condição da mulher indígena escravizada – no livro História do Brasil, Editora Saraiva."

*OBSERVAÇÃO: Cada companheira da House of Caju possui uma história exclusiva, portanto a história acima pertence a companheira desta foto, cada companheira adquirida virá com uma história diferente.

Você já usou este produto?

Compartilhe a sua opinião com a gente.

Avalie este produto
0,0 de 5 estrelas (0 avaliações)
  • 5 estrelas
    (0)
  • 4 estrelas
    (0)
  • 3 estrelas
    (0)
  • 2 estrelas
    (0)
  • 1 estrela
    (0)