House of Caju

Bolsa Feminina Em Couro Ilda Ribeiro De Souza

CÓD. HC11170AZPTNOR
R$ 265,0010x de R$ 26,50 sem juros ou R$ 238,50 à vista

Companheira HCILDARIBEIRODESOUZA : é sempre aquilo que você precisa que ela seja. Espaçosa e utilitária sem perder o estilo, ideal para ser usado na cidade ou no interior podendo até mesmo ser usada em ocasiões especiais. <...

Calcule o valor do frete e prazo de entrega para a sua região

Não sei o meu CEP

CALCULANDO FRETE

Tipo Valor Prazo
VEJA MAIS CONDIÇÕES DE PARCELAMENTO. Clique aqui

Formas de parcelamento no cartão

  • 01 x de R$ 265
  • 02 x de R$ 133
  • 03 x de R$ 88
  • 04 x de R$ 66
  • 05 x de R$ 53
  • 06 x de R$ 44
  • 07 x de R$ 38
  • 08 x de R$ 33
  • 09 x de R$ 29
  • 10 x de R$ 27

HCILDARIBEIRODESOUZA

Companheira HCILDARIBEIRODESOUZA : é sempre aquilo que você precisa que ela seja. Espaçosa e utilitária sem perder o estilo, ideal para ser usado na cidade ou no interior podendo até mesmo ser usada em ocasiões especiais. 

22.0cm X 20.0cm X 11.0cm

>(Comprimento x Altura x Profundidade)

Espaço interno reprojetado com detalhes dos arquivos da House of Caju

Bolso interno com forro em tecido

Peças metálicas personalizadas

Acabamento em couro da cor Azul

Código exclusivo dessa companheira: HC00165

 

A história por trás do nome dessa companheira:

'Ilda Ribeiro de Souza, a Sila, nasceu em Poço Redondo, SE. Sila, como ficou conhecida, fez parte do bando de Lampião, grupo de maior duração e organização na história do cangaço, foi o primeiro a permitir a presença feminina. Ela conta que entrou para o grupo em 1936, ao ser raptada por José Ribeiro Filho, o Zé Sereno e nele permaneceu até 1938, quando ocorreu o massacre de Angico , no interior de Sergipe, que dizimou Lampião, Maria Bonita e e mais nove companheiros do seu bando. Uma das poucas sobrevivente, em 1994, recebeu da Sociedade Brasileira de Estudos do Cangaço SBEC o título de Sócia-Honorária das mãos do sócio fundador Raimundo Soares de Brito. Em 1995 lançou o livro Sila Memórias de guerra e paz e, em 1997, o livro Angico, eu sobrevivi. Foram escritos diversos livros, textos e teses sobre o cangaço que têm ligação direta com sua vida.

*OBSERVAÇÃO: Cada companheira da House of Caju possui uma história exclusiva, portanto a história acima pertence a companheira desta foto, cada companheira adquirida virá com uma história diferente.

Você já usou este produto?

Compartilhe a sua opinião com a gente.

Avalie este produto
0,0 de 5 estrelas (0 avaliações)
  • 5 estrelas
    (0)
  • 4 estrelas
    (0)
  • 3 estrelas
    (0)
  • 2 estrelas
    (0)
  • 1 estrela
    (0)